Governador fala em 'sequência de falta de liderança' no Brasil

Sobre a decisão judicial que o proibiu de discursar em eventos do Governo de São Paulo, Márcio França declarou que não considera que esteja fazendo campanha

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Ricardo Canaveze

O governador Márcio França no Agenda Barretos (Foto: Willian Diez / Divulgação)


O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), declarou durante entrevista coletiva logo após sua participação no Agenda Barretos, nesta quarta-feira (4), em Barretos, que vê falta de comando no Brasil ao citar a recente greve dos caminhoneiros. O movimento trouxe reflexos negativos à economia do País.

"A gente ouve tanta notícia ruim, tanta coisa negativa, que as pessoas vão contaminando umas às outras. Até no jogo de futebol a sensação que eu tenho é de que todo mundo espera que vai perder. Esse é o estado de espírito que o Brasil inteiro entrou em função dessa sequência de falta de liderança, de falta de comando", afirmou França ao se referir à paralisação dos caminhoneiros.

Durante a coletiva, França, que é pré-candidato à reeleição, elogiou o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e disse que o queria em seu partido.

"Eles [os tucanos] têm um homem do bem, honrado, uma pessoa séria e experiente. Parecem que acham que esse candidato não é o ideal e ficam especulando com outro.  Também teve o episódio do Dória [João Dória, ex-prefeito de São Paulo pelo PSDB], que quis ser candidato a presidente, não a governador. Parece que quer sempre uma coisa a mais. Então, ficou essa sensação de fragilidade e isso não é bom para uma candidatura", disse.

Saco na cabeça

Sobre a decisão da juíza Alessandra Barrea Laranjeiras, da 14ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, que proibiu o governador de discursar em eventos do Governo de São Paulo, França declarou que não considera que esteja fazendo campanha política.

"As pessoas querem que eu faça discurso com um saco de papelão na cabeça. Veja, eu sou governador, venho aqui, vocês me perguntam e eu respondo. Eu não me sinto fazendo campanha", disse.

Crise fica para trás

O governador Márcio França ressaltou que a economia do Estado de São Paulo já dá sinais de que está deixando a crise.

"Os números em São Paulo demonstram que já estamos saindo da crise. A gente está crescendo 0,6 por cento ao mês. É um crescimento razoável, tendo em vista o ambiente que estávamos até um, dois anos atrás. Mas, é claro, que após as eleições as coisas vão melhorar mais", finalizou.

LEIA MAIS: 
 
Agenda Barretos discute perspectivas para economia da região
 
Governador Márcio França e prefeito Guilherme abrem o Agenda Barretos
 
Gerente do Investe São Paulo vê 'série de oportunidades' para região





0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.